Sampa Tour: Edifício Martinelli

Em 30.06.2015   Arquivado em Por aí

DivEdificioMartinelli

Olá, pessoar!

Hoje resolvi dividir um pouquinho dos rolês que venho fazendo. Esse ano eu e meu namorado decidimos fazer um Sampa Tour. Oi?

É. Nós moramos em São Bernardo do Campo, a 40 minutos de São Paulo, o que significa que estamos mas não estamos em São Paulo. Em 40 minutos nós também chegamos a muitos lugares em São Bernardo, pois a cidade aqui é grande. Sei que não é, mas nos sentimos parte da cidade de São Paulo porque a distância é mínima.

Enfim, a coisa é o seguinte… Assim como metade do universo, queremos conhecer vários países, rodar o mundo, aquela coisa toda. Mas nos veio a seguinte questão: Como queremos conhecer o mundo se não conhecemos nem a nossa cidade direito? Pois é! Por isso, decidimos que realizaríamos um tour de mais ou menos 30 lugares diferentes para conhecermos em São Paulo. E ADIVINHA! Vai ter tudo documentado no brógui, porque sim!

Explicada a bagaça, vou apresentar o nosso primeiro rolê do “Sampa Tour”: Edifício Martinelli.

A foto que tirei da fachada não ficou legal, então decidi usar essa pra vocês verem melhor. Créditos: José Cordeiro / SPTURIS.

A foto que tirei da fachada não ficou legal, então decidi usar essa pra vocês verem melhor. Créditos: José Cordeiro / SPTURIS.

Vou resumir um pouquinho da história do prédio porque né…

Em 1889, o italiano Giuseppe Martinelli imigrou para o Brasil, com um sonho muito comum entre todos os imigrantes que chegavam aqui: prosperar. Em pouco mais de duas décadas ele construiu um bom império.

O Comendador Martinelli simplesmente se apaixonou por São Paulo e viu na cidade um futuro, e para deixar a sua marca, decidiu erguer o Edifício Martinelli, o arranha-céu mais alto da América do Sul.

Foi uma polêmica, na época, pois São Paulo não havia nenhum prédio daquele tamanho todo. Os prédios da cidade tinham, no máximo, 5 andares. Martinelli alcançou 25 andares. Não satisfeito e incomodado com os boatos de que a construção cederia, decidiu construir sua própria mansão EM CIMA DO PRÉDIO, aumentando em mais CINCO andares. Tudo isso para provar que o prédio não iria abaixo.

O prédio já passou por altos e baixos, quase foi demolido, virou cortiço, foi cenário de crimes, prostituição e assassinatos. Depois de muita degradação, foi restaurado e aberto para visitação, além de abrigar algumas repartições públicas. Se quiser saber mais sobre a história, clique aqui. O Edifício Martinelli também possui várias lendas, entre elas a de ser mal-assombrado. Se quiser saber sobre isso, clique aqui.

Agora, chega de papo e vamos às fotos! <3

IMG_9508 IMG_9608 IMG_9611

IMG_9535 IMG_9604

 IMG_9526 IMG_9541 IMG_9543 IMG_9564

IMG_9517

IMG_9510

IMG_9585

E aí? O que acharam da história? E as fotos? Não somos fotógrafos, mas tentamos! Nesse mesmo dia fizemos um outro rolê, no Museu Catavento. Clique aqui para ver tudo o que rolou! <3

Translate »