Quartos da ficção

Em 16.11.2015   Arquivado em Inspiração, Na tela

DivQuartos

Se tem uma coisa que eu realmente amo e nunca dei espaço aqui no blog é decoração. Na verdade, não tem muito tempo que eu descobri essa paixão. Tudo acabou acontecendo porque eu comecei a querer dar maiores descrições para as histórias, crônicas e fanfics que escrevo. Adoro colocar imagens para ambientar melhor os meus leitores.

Paralelamente também comecei a “heartear” quartos na minha conta do WeHeartIt para me inspirar na decoração do meu quarto no Brasil. Aí já viu, né? A coisa ficou realmente séria e eu passo HORAS do meu dia fazendo isso. Acho que preciso de tratamento…

cat

Enfim! E como tenho uma séria paixão por filmes, séries, novelas e tudo mais que se tem direito, é ÓBVIO que eu tenho crushes por muitos quartos dos personagens da ficção, genxti. Acho que é muito porque eu realmente consigo ver muito deles refletidos na decoração e isso torna a atração mais “convincente”, entende. Espero que tenha entendido, porque não vou tentar explicar de novo não. :B

caham

Bom, chega de papo! Selecionei os quartos mais apaixonantes pra mostrar pra vocês! Quem sabe não é uma ajudinha para aquela inspiração que você tava precisando?

 

Anna

Quem aí não lembra desse filme sensacional com a rainha LiLo? Pra quem não lembra, ou não assistiu (duvido muito, mais VAI QUE), a Anna era uma rockeira maluquinha que adorava viver na privacidade do seu quarto.

Sempre fui fã desses quartos americanos que tem o teto mais rebaixado! É sempre uma oportunidade pra criar algo novo! A Anna, por exemplo, preencheu quase que toda a parede com fotos!

Além disso, mesmo ela tendo o estilo bem rocker, o quarto dela ainda trazia uma cor clara e um toque de feminilidade.

 

Aria1

Eu não sei vocês… Mas desde a primeira vez em que eu vi o quarto da Aria, eu simplesmente me APAIXONEI. Primeiro porque das Liars, a Aria é a com quem eu mais me identifico. Ela ama ler, escrever, fotografias… Além de ter um estilo bem eclético.

No quarto dela há livros espalhados por todo canto! A segunda coisa que mais tem são almofadas! De todos os tamanhos e cores, mas muito bem escolhidas. Acho que isso dá um mega ar de conforto. Fora as sobreposições das colchas da cama. Queria muitoooo.

 

Arnold1

PAUSA DRAMÁTICA! Sei que seus olhinhos brilharam agora, porque esse é o quarto dos sonhos de toda criança nascida na década de 90, gente! Eu era viciada no desenho do Cabeça de Bigorna e no quarto mais que sensacional dele! E esse teto de vidro que tem uma escada que leva ao telhado?

O quarto sempre foi objeto de desejo da galera. Não é à toa que um designer gráfico até desenvolveu uma versão mais realística dele! Dá uma checadinha na última imagem!

 

Aubrey1

Lembra daquele filme maroto que eu indiquei há umas semanas atrás, The First Time? Então! A Aubrey, personagem fofica, tem um dos quartos mais apaixonantes que eu já vi! Primeiro porque é azul, e todo mundo sabe que sou maluca por essa cor, né. Fora que a personagem é uma artista! Tá vendo aquelas ondas atrás da cabeceira? Ela mesma quem fez utilizando o recurso da foto-colagem (não sei se esse é o temo. Se não for, vai ser agora). Não é divino? Outra coisa que me chamou a atenção é a iluminação do quarto, que é bem fraquinha. Gosto muito <3

 

Carter1

Sei que já havia comentado sobre o quarto dela em um outro post…Mas e daí? O que é bonito a gente repete, né? Aliás, o que é essa parede feita de lousa de giz, por favor? Se eu não tivesse alergia, com certeza teria uma dessas! ~cry~ Outra coisa que eu também adorei foi a ideia de utilizar os piscas-piscas como varal de fotos! Dois em um!

 

Dinho1

Não sei quem acompanhei Malhação e se apaixonou pelo quarto do Dinho loucamente. O tema intergaláctico + aventureiro é muito a minha cara, aquela coisa de wanderlust, sabe? Teria muito esse quarto pra mim, sem mais.

 

DrakeAndJosh

E falando em quarto de menino, acho que ninguém consegue se esquecer do quarto monumental da série Drake & Josh, né? Sempre achei ele muito fora do normal pra quarto de adolescente, mesmo sendo o sótão da casa… Mas ok, isso não muda o fato de que eu queria a camona com a escada e esse super espaço livre (que mais tarde foi ocupado pela cama do Josh).

 

Ju1

Na mesma geração do Dinho, ainda tinha a Ju, uma It-Girl super estilosa. Acho que esse é um quarto que com certeza eu teria, gente. Sempre quis colocar a minha mesa nos pés da cama, acho que fica tão fofico, dá um ar diferente pro quarto. O detalhe que eu mais gosto no quarto dela é a árvore de madeira na cabeceira da cama, acho tão único, tão original. As cores do quarto também me agradam bastante. São chamativas, mas ao mesmo tempo tudo combina.

 

Sam1

Por último (mas não menos maravilhoso) o quarto mais amado dos últimos tempos. Eu não sei dizer ao certo o que me encantou no quarto da Sam: a junção do tecido lindo com os piscas-piscas, a mesa aproveitada com cavaletes (e que está super na moda), a máquina de escrever no lugar do que seria um computador (uma vez que a história se passa nos anos 80), os espelhinhos e molduras ao lado da cama ou essa bagunça organizada sobre a escrivaninha. Acho que tudo se encaixou lindamente, o que muito me agradou, porque eu não lembro se havia uma descrição exata do quarto da Sam no livro… Mas acho que não poderiam ter produzido algo mais original.

 

UFA! Nem eu sabia que eu gostava de tantos quartos da ficção, socorro. E aí, gente, qual o preferido de vocês? Conta pa nóis!

10 objetos mágicos que eu queria

Em 22.06.2015   Arquivado em Off topic

Lembrol

Um absurdo. Um absurdo eu falar que sou fã maluca do Harry Potter e ainda não ter feito UM POST no blog sobre meu querido. Então, pronto. Assunto resolvido!

Sabe aquele momento em que você está assistindo um filme/série ou lendo um livro e se depara com um objeto que você daria um de seus rins para tê-lo, mesmo que este objeto sequer exista? Pois bem! Depois de assistir Harry Potter pela trilionésima vez, pensei em fazer um post falando sobre os objetos mágicos do universo de J.K. Rowling que eu mais gostaria de ter no mundo todo!

Sigam-me os bons!

 

Bolsa Extensiva

bolsamione

Resolvi começar com o objeto que eu aposto a minha fortuna que é o sonho de todas as garotas do universo. Quer dizer… Quem não sonha com uma bolsa minúscula, estilosa, que caiba tudo e ainda por cima não pese?

Para quem não lembra, Hermione lançou um feitiço indetectável de extensão na sua bolsinha para poder levar livros, poções, barracas de acampamento e tudo o que desse na telha para a caça aos Horcruxes com Harry e Ron.

 

Vira-Tempo

viratempo

Ah, não posso fazer nada se a Hermione tem os melhores acessórios, gente (mentiraaaaa), mas a J.K. Rowling se encarregou de deixar a nossa Sabe-Tudo super bem equipada. Além do mais, acho que a Hermione seria a única com ótimo discernimento para usar um objeto capaz de fazê-la voltar no tempo e mudar algum acontecimento. Qualquer detalhe malfeito poderia causar um estrago daqueles no presente.

 

Carro Voador

carro

Em uma época caótica como a em que vivemos, ter um carro voador seria TOP DA BALADA pra fugir do trânsito, gente, fala séééério! Imagina que demais! Seria de uma classe sem tamanho. Toda vez que estou presa no trânsito, me imagino apertando um botão que fizesse meu carro sair voando, juro! Ainda espero por uma invenção dessas!

 

Desiluminador

desiluminador

O Dumbledore foi muito manjão ao ter criado um gadget desse! E o Ron foi sortudo de tê-lo herdado do falecido diretor. Já pensou ter um Desiluminador para quando aquela preguicinha de ir até o interruptor para apagar ou acender a luz do quarto bater? Super fechativo, gente.

 

Espelho de Dois Sentidos

Espelho

Vocês podem até dizer: “Pra que diabos vou querer um espelho para me comunicar se já tenho Skype?”. Garanto que esse gadget não tem delay ou má conexão, ok? Humpf. O Espelho de Dois Sentidos só aparece em A Ordem da Fênix. James Potter e Sirius Black possuíam um par desses! Para que você consiga contatar o outro espelho, basta dizer o nome do dono. Legal, né?

 

Pena de Repetição Rápida

pena

Embora a dona da pena seja uma bitch a Rita Skeeter, não podemos negar que é um acessório incrível. Eu não sei vocês, mas a minha vida teria sido muito melhor na faculdade se eu tivesse uma pena dessas, que escreve sozinha tudo o que é dito no ambiente!

 

Penseira

penseira1

Pra quem é nostálgico como eu, iria pirar em ter uma Penseira. Imagina relembrar os momentos mais perfeitos da sua vida? Tudo o que precisa fazer é guardar a sua memória de alguma forma para depois despejá-la dentro da bacia. Pode ser até mesmo uma lágrima (pudemos ver isso com o Snape, snif snif), e mergulhar o rosto dentro do objeto. Voi là! Ah, ela também seria ótima para aqueles momentos em que você está numa discussão de “Eu disse”/“Não disse”. Basta dizer “Vamos ver na Penseira, então.” Hahahaha.

 

Berrador

Berrador

“RRRRONALD WEASLEY! COMO. SE ATREVEU. A ROUBAR. AQUELE CARRO!” Um dos melhores momentos de A Câmara Secreta, sem sombras de dúvida. Aliás, para quê fazer homenagens de telemensagens quando você pode ter um Berrador? Brincadeira… Acho que esse é aquele tipo de gadget que funciona mais para as mães que querem nos expor ao ridículo, sabe? Pensando bem, que bom que ele não existe! Medinho.

 

Orelhas Extensíveis

OrelhasExtensíveis

Não poderia fazer esse post sem nenhum gadget da loja mais incrível do universo, Geminialidades Weasley, certo?

Fred e George Weasley foram mesmo os reis dos acessórios mais legais e úteis da VIDA. Acho que a melhor invenção deles – depois do Kit Mata-Aula – foram as Orelhas Extensíveis. Ótimas para quem está cansado de ser expulso da sala quando os mais velhos querem ter “conversas de adultos”. Basta colocar um dos pares na própria orelha e a outra por debaixo da porta!

 

Capa da Invisibilidade

capaharry

Entregue a Harry como um objeto “de pai para filho”, a Capa da Invisibilidade faz parte, na verdade, do Conto dos Três Irmãos e pertenceu ao Ignoto Peverell. Na história, a Morte concede um pedido a cada um dos irmãos, e o terceiro pede por um objeto que pudesse lhe esconder para sempre de todo o mal. A Morte, de muita má vontade, corta um pedaço de seu próprio manto e cria a Capa da Invisibilidade. Então o manto foi passado de geração em geração até chegar ao pai do Harry.

Um acessório perfeito para saber o que azinimiga falam de você, não?

 

E aí, gente? Qual o gadget gostariam de ter? Se esqueci algum item maneiro que vocês curtem, não deixem de comentar!

Sereias existem!

Em 05.05.2015   Arquivado em Inspiração

 

hannah-mermaid_sm

Calma, vocês não leram errado! E eu também não sou nenhuma maluca. Um pouco, talvez.

Às vezes me dá uns cinco minutos e eu saio pesquisando assuntos aleatórios que invadem a minha cabecinha. Comecei a pesquisar aqueles vídeos malucos e tudo o que podia sobre sereias. Não para provar a existência delas, nem nada. Apenas para saber o que tem por aí sobre o assunto. E essas andanças pela internet sempre nos trazem curiosidades super interessantes, né? Foi que aconteceu comigo, de novo.

Descobri que existem pessoas tão viciadas por essa coisa de “sereismo” que aderiram o tema como uma profissão!

Espera aí! Como assim, Nats?

São artistas que vivem de performances como seres aquáticos, fazendo aparições em filmes, séries, festas pessoais/corporativas! E acreditem ou não é uma profissão reconhecida! Dentre todos os profissionais, encontrei a mais famosa: Hannah Fraser (imagem de destaque). Ela é uma modelo completamente apaixonada por sereias conhecida por ter inventado essa nova vocação.

Hannah não só modela vestida de sereia, como nada com cauda com baleias, tubarões e tudo o que vocês imaginarem!

hannahmermaid

Hannah cria modelos incríveis de nadadeiras e viaja o mundo fazendo performances debaixo da água como sereia para filmes, séries, comerciais, eventos e campanhas de ativismo ambiental. Ela usa a ligação dela com o oceano para inspirar e educar pessoas sobre a importância da vida marinha.

Quer vê-la em ação? *-*

Esse é o site oficial da Hannah Mermaid . O vídeo de apresentação disponível lá é simplesmente INCRÍVEL. Dá uma bizoiada!

E aí, galere? Sei que é bizarro, mas não dá pra negar que dá uma pontinha de inveja maluca de poder experienciar, não é?

 

mermaid

Curtas-metragens animados

Em 20.03.2015   Arquivado em Na tela

 

curtas

Já faz um tempo que em uma das minhas longas peregrinações pelas internets da vida, eu acabei descobrindo um gostinho pelos curtas-metragens maior do que eu imaginei. Comecei a pesquisar loucamente sobre o assunto e descobri várias animações lindas e cheias de lições de moral.

Gostei tanto que pensei que esse daria um ótimo post! Separei algumas das animações que mais me apeteceram (Nats querendo falar bonito… Tsc tsc).

Mas antes… Eu gostaria que vocês soubessem que eu tentei. JURO que eu tentei, mas não teve jeito. QUASE TODOS os curtas animados que eu escolhi são da Disney, que sempre vai ser A DISNEY, né.

Agora sim! Depois da minha confissão, já posso dormir com a mente tranquila. Bora lá!

 

Vincent – Tim Burton (1982)

  • Direção: Tim Burton
  • Roteiro: Tim Burton (escrito por)
  • Gênero: Animação/Terror
  • Origem: Estados Unidos
  • Duração: 6 minutos
  • Tipo: Curta-metragem

Pra quem não sabe (duvido), esse é o primeiro curta do Tim Burton, que desde o começo se mostrou um ser talentoso.

O curta conta a história do garoto Vincent e retrata a infância do próprio Tim e a sua apreciação pelo terror. Não é para menos que ele faz uma pequena alusão ao Vincent Price.

 

O Jogo de Geri – Jan Pinkava (Pixar – 1997)

  • Direção: Jan Pinkava
  • Roteiro: Jan Pinkava
  • Gênero: Animação
  • Origem: Estados Unidos
  • Duração: 4 minutos
  • Tipo: Curta-metragem

Aposto que vocês sabem quem é este senhorzinho! Quem não se lembra dele em Vida de Inseto ou em Toy Story 2, como o restaurador do Woody? *-*

Essa animação da Pixar retrata o velho Geri jogando uma partida de xadrez com o seu maior oponente: ele mesmo! Que tal relembrar a infância?

 

A Banda de Um Homem Só – Mark Andrews & Andrew Jimenez (Pixar – 2005)

  • Direção: Mark Andrews, Andrew Jimenez
  • Roteiro: Mark Andrews, Andrew Jimenez
  • Gênero: Animação
  • Origem: Estados Unidos
  • Duração: 4 minutos
  • Tipo: Curta-metragem

Como vocês já devem ter visto quando foram ao cinema entre 2012 e 2014 assistir algum filme da Disney, esse curta só foi ao público comum agora, mas ele data de 2005.

Dois artistas entram numa competição assídua para agradar à menininha e ganhar a moeda dela.

 

A Pequena Vendedora de Fósforos – Roger Allers (Disney – 2006)

 

  • Direção: Roger Allers
  • Roteiro: Hans Christian Andersen (história original), Roger Allers (adaptação da história), Ed Gombert (desenvolvimento), Kevin Harkey (desenvolvimento), Mark Walton (desenvolvimento), Ralph Zondag (desenvolvimento)
  • Gênero: Animação/Drama
  • Origem: Estados Unidos
  • Duração: 7 minutos
  • Tipo: Curta-metragem

A animação é uma readaptação do conto de Hans Christian Andersen Hans sobre uma pobre menininha que deseja, como todo mundo, encontrar a felicidade. Desesperada, ela tenta vender seus fósforos, os mesmo fósforos que lhes proporciona belas visões de uma vida melhor. Até escorreu uma lágrima aqui, genxti.

 

Dia & Noite – Teddy Newton (Disney – 2010)

 

  • Direção: Teddy Newton
  • Roteiro: ?
  • Gênero: Animação
  • Origem: Estados Unidos
  • Duração: 6 minutos
  • Tipo: Curta-metragem

Esse é um curta super fofinho que retrata o encontro do dia e da noite, que inicialmente é cheio de contradições, brigas e choques de personalidade, já que um é responsável pela claridade e o outro, pela escuridão. Mas aos poucos, vão se conhecendo e se descobrindo. É aí que a coisa ganha uma nova perspectiva!

 

La Luna – Enrico Casarosa (Pixar – 2011)

 

  • Direção: Enrico Casarosa
  • Roteiro: Enrico Casarosa
  • Gênero: Animação
  • Origem: Estados Unidos
  • Duração: 7 minutos
  • Tipo: Curta-metragem

Esse curta retrata uma fábula sobre um garoto que está aprendendo os ofícios dos negócios da família já muito jovem. Ele acompanha seu avô e seu pai no trabalho e se depara com a dúvida de ter realizar os afazeres exatamente como os mais velhos de sua família. Ele se vê em uma situação onde terá que confrontar opiniões e visões diferentes e trilhar o próprio caminho. Como já diria a querida Hebe, uma graciiiinha!

 

O Guarda-chuva Azul – Saschka Unseld (Pixar – 2013)

 

  • Direção: Saschka Unseld
  • Roteiro: Saschka Unseld
  • Gênero: Animação/Romance
  • Origem: Estados Unidos
  • Duração: 6 minutos
  • Tipo: Curta-metragem

Me apaixonei por esse curta! Uma porque minha cor favorita é o azul *-*

Outra porque é uma forma completamente diferente e peculiar de retratar o amor. A animação conta a história de dois guarda-chuvas em meio a uma noite chuvosa na cidade!

 

A Noite de Surpresas de Willy – Ryosuke Kojima e Kento Kume (2014)

 

  • Direção: Ryosuke Kojima e Kento Kume
  • Roteiro: Ryosuke Kojima
  • Gênero: Animação
  • Origem: Japão
  • Duração: 4 minutos
  • Tipo: Curta-metragem

Um fantasma tenta incansavelmente assustar um garotinho no escuro do quarto dele, mas por mais que ele se esforce, não consegue. Até que ele, em um ato de desespero, faz algo que acaba resultando em um final completamente maravilhoso!

 

That’s all, folks! Qual o curta-metragem que vocês mais gostaram? Fala pra tia! <3

Translate »